Brasília (DF), 26/03/2020 – Com a chegada da crise gerada pelo Coronavírus na cidade de Boa Vista, no estado de Roraima, diversos protocolos estão sendo implementados para garantir a segurança da população abrigada e dos demais habitantes das áreas urbanas. Frequentes orientações acerca das medidas e cuidados para evitar a disseminação do vírus são amplamente realizadas. Caso qualquer abrigado apresente sintomas compatíveis com o quadro da doença, uma inspeção médica é conduzida no próprio local de abrigamento.

Além disso, uma área destinada ao isolamento de casos suspeitos, denominada “Área de Proteção e Cuidados”, encontra-se em finalização, de acordo com os requisitos técnicos necessários. Adicionalmente, visitas médicas regulares são realizadas, a fim de identificar possíveis sintomas e reforçar as orientações.

Dessa forma, em atendimento ao Plano Emergencial de Contingência para o COVID-19, teve início da montagem, em Boa Vista, da “Área de Proteção e Cuidados”, com base no módulo do Hospital de Campanha do Exército, que estava desdobrado em Pacaraima, na fronteira Brasil-Venezuela. Permaneceu em Pacaraima uma estrutura mínima de atendimento ambulatorial. Em 24 horas, o Hospital foi desmontado e transportado para a capital de Roraima, onde deve entrar em funcionamento ainda nesta semana.

A Operação Acolhida reitera a necessidade de manter a estratégia de interiorização como solução sustentável e duradoura, para mitigar os efeitos da crise migratória oriunda da Venezuela.

“Juntos somos mais fortes!”

Com informações e fotos da SUBCLM

Assessoria de Comunicação Social (ASCOM)
Ministério da Defesa (MD)
(61) 3312-4071