Na data de 05/04/20, período da madrugada, a Polícia Militar, apresentou na 1ª Deam de Goiânia, uma possível ocorrência de violência doméstica envolvendo um casal homoafetivo feminino ocorrido no centro de Goiânia. A vítima, de 33 anos, se encontrava inconsciente, com o corpo queimado e foi atendida pelos Bombeiros. O Corpo de Bombeiros não havia conseguido, até então, verificar se a ocorrência do incêndio à vítima e sua residência foi um ato criminoso ou acidental. Diante dos fatos, foram feitas diligências no sentido da apuração da situação. Solicitado perícia do local, bem como boletim médico da vítima.

As diligências continuaram com os policiais plantonistas da Deam, os quais tomaram conhecimento pelo corpo médico do Hugol, que a mulher queimada, em momento de lucidez, relatou que foi vítima de sua companheira, também de 33 anos. Diante da suspeita, os policiais conseguiram deter a autora que, no momento de sua prisão, apresentava queimaduras nos pés. Após a apresentação da mesma no IML para relatório médico, a conduzida foi encaminhada ao hospital de queimaduras, onde foi devidamente medicada. A vítima segue internada (entubada) na UTI e inconsciente. Foi lavrado auto de prisão em flagrante em desfavor da autora por tentativa de feminicídio, já que ela ateou fogo na companheira. O fogo acabou queimando alguns objetos da casa, como um colchão.